Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Tiago Fleming Outeiro

por romasi, em 24.12.04
DRTIAGO.gif 

No passado dia 17/12/2004, recebi um e-mail do ilustre cientista, Tiago Fleming Outeiro, autor do estudo divulgado no post anterior.


Dada a sua importância não posso deixar de divulgar pelos Portugueses o gesto deste jovem investigador que coloca o seu saber ao serviço dos doentes de Parkinson.


Esta atitude enquadra o verdadeiro espírito do Natal.


 


Caro Rogerio,


 


Eu sou o Tiago, o cientista que fez um estudo sobre a doença de Parkinson.


Soube que tinha o seu blog sobre esta doença, onde tinha divulgado o meu trabalho, e desde ja lhe agradeço muito por isso.


Queria também dizer-lhe que estou ao dispor para tudo o que precisar.


Aproveito para lhe desejar um Santo Natal.


Com os meus melhores cumprimentos,


Tiago


Tiago Fleming Outeiro, Ph.D.


MassGeneral Insitute for Neurodegenerative Disease - MIND


Harvard Medical School


CNY 114 16th Street Room 2825


Charlestown, MA 02129


USA phone: +1-617-7241508


fax: +1-617-7241480


http://neurodegeneration.blogspot.com/


  


Tal como refere a notícia publicada no Semanário “O Jornal” da comunidade Portuguesa nos EUA, o cientista Tiago Outeiro é oriundo do Porto, Outeiro contava completar o Doutoramento em Doenças Neurodegenerativas dentro de seis meses. Depois esperava trabalhar num laboratório em Harvard durante dois ou três anos, e posteriormente regressar a Portugal para trabalhar no campo da investigação.


Notícias já recebidas confirma que Tiago Outeiro completou o Doutoramento no MIT e trabalha agora no Mass. General Hospital em Bóston.


 


Deixo aqui uma notícia, publicada no dia 18/12/2004 no Brasil, que tem muito a haver com este post e que publico indicando a fonte dispensando-me de comentários…-


18/12/2004 - 13h03


Portugal precisa mudar para que outros países não "roubem" seus cientistas


da Agência Lusa

Um dos responsáveis pelo programa nacional de doutorado em biociências de Portugal defendeu que o país deve mudar a sua cultura científica, aumentando o investimento na área. Caso isso não aconteça, corre-se o risco de formar especialistas para "alimentar" laboratórios estrangeiros.


João Castro Lopes, da Faculdade de Medicina do Porto, afirmou que há 200 jovens nos três programas nacionais de doutorado (Instituto Gulbenkian de Ciência e universidades do Porto e de Coimbra).
"Isto cria uma angústia: o que fazer para que eles continuem em Portugal?", perguntou o responsável, lembrando que esses são alunos seleccionados entre os melhores do país. Um dos programas, por exemplo, tinha 12 vagas e 160 candidatos.


A notícia completa foi publicada aqui:


 


http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u12755.shtml


 


Caro Doutor Tiago.,


Admiro as pessoas simples independentemente das suas origens.


Sempre tive um grande reconhecimento por aqueles que colocam o seu saber ao serviço de uma causa, sem vaidade, mas permanecendo todavia notáveis, porque nos deixam a nós, seus compatriotas, vaidosos pelos seus feitos.


Na minha vida tenho visto poucos Homens com aquela qualidade e, quando a têm apesar de respeitados, parece que ninguém lhes dá o justo valor que merecem.


E se digo que parece é porque sei que esses homens ficam na história e os outros não.


Há uns anos tive o prazer de conhecer um grande Homem, o Professor Galopim de Carvalho, e, tal como o Doutor Tiago, ele é um homem simples e um cientista com reconhecido mérito alicerçado no seu trabalho.


Estamos a atravessar uma crise na nossa sociedade. Dá-se mais importância à notícia brejeira, à asneira, à coscuvilhice, à demência intelectual, pois é esta que faz a notícia.


Esta é a nossa realidade: os factos notáveis não são tidos em conta, pois, não vendem jornais.


Para mim isso tem uma explicação. - O povo anda triste! O povo sofre! Os cidadãos já duvidam que o futuro seja mais risonho e, talvez por isso, necessitam de factos que os façam rir para não chorarem…


Vem tudo isto a propósito de me ter sido dado a conhecer notícias sobre o seu trabalho, tese de Doutoramento, que parece ter versado sobre o “mal de Parkinson e que não foi notícia.


Quando esta nova chegou até mim, desconhecendo a data, porque o “semanário O Jornal” não a refere, fiquei muito feliz e extravasei a minha alegria informando, “meus companheiro de jornada” – os doentes com “Mal de Parkinson” – - da sua investigação.


Daí que tenha logo divulgado a notícia à escala de 4 blogs, muito embora pouco saiba do assunto ou, sequer, o resultado do seu trabalho.


Independentemente do que tenha conseguido, sei:


- Que um jovem cientista português, de nome Tiago, que no seu país não dispunha de meios, fez ou tentou fazer qualquer coisa tornando-se mais um imigrante com sucesso;


- Que, quando este jovem cientista foi entrevistado, estava entusiasmado, tinha ou tem a esperança de poder contribuir com todo o seu saber, com todo o seu amor, para a descoberta da cura da doença de Parkinson.


Vou terminar,


Tudo isto para agradecer o seu e-mail que tão prontamente me fez chegar.


Obrigado pelas suas palavras e a sua postura em colocar o seu saber ao serviço dos doentes.


Obrigado doutor Tiago pela oferta que nos fez de nos ajudar a manter a esperança.


Feliz Natal


Rogério Simões

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:57




O MEU LIVRO DE POESIA






DESTINO OU CORAGEM



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D



Mais sobre mim

foto do autor