Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A coragem não falta aos grandes homens!

Todos temos de lutar e tentar viver um dia de cada vez - o melhor possível.

Rogério

 

ESPERANÇA

Rogério Simões

 

Entrelaço os meus dedos nos teus

Vivas ilusões, ténues lembranças

Foram inatingíveis os versos meus

Outono breve, poucas esperanças

 

Ateámos o fogo nas estrelas dos céus

Mapeávamos nossos corpos de danças,

Encontros e desencontros, não são réus

Presos não estamos, procuro mudanças

 

Agora, adorno enigmas, bordados de cruz

Cintilam horizontes de esperança e luz

Meu fogo arde no mais puro cristal

 

E se na alquimia busco a perfeição

Respondo às interrogações do coração

Descubro no amor a pedra filosofal.

 

Lisboa, 02-10-2006 23:58

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:27


1 comentário

De José Freire a 09.02.2007 às 20:26

Olá Rogério!
Também faço parte do "movimento" silencioso parkinsoniano. Tenho 45 anos e há mais de 8 com esta cruz invísivel. Não minto ao dizer-lhe que brotaram lágrimas, contidas à beira dos meus olhos, ao ler suas palavras. Mas saiba que estão na fronteira
entre a alegria e a tristeza. Alegria porque, aqui, não estou só. Tristeza não sei porquê. Talvez da emoção e das suas palavras "radiográficas". Partilho consigo outro Pê...o da Poesia. Gosto e fico fã dos seus poemas. Dê-me um sinal de si, que lhe retribuirei.
Um abraço com legendas:
Que ninguém cale os falam em silêncio
URL=http://pedroarunca.blogspot.com/.

Comentar post




O MEU LIVRO DE POESIA