Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os cientistas desvendam a causa do Parkinson


November 10, 2005 - Cientistas australianos descobriram "um importante indício" do que causa a doença de Parkinson e são otimistas sobre o desenvolvimento das primeiras drogas a parar sua progressão. (...) Pesquisadores da Universidade de Melbourne descobriram uma interação entre dopamina, o mais importante químico do cérebro que é deficiente nos portadores de doença de Parkinson, e uma proteína conhecida como alpha-synuclein encontrada em todas as células humanas. (...) Os cientistas mostraram que a dopamina pode causar oxidação da alpha-synuclein que muda a estrutura da proteína e a torna tóxica às células do cérebro vulneráveis à doença de Parkinson. (segue...) Veja na íntegra em The Australian


Publicado por Doença de Parkinson

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:00


Conhecendo a doença...

por romasi, em 10.11.05


CONHECENDO A DOENÇA...


MAL DE PARKINSON É a degeneração de um local do cérebro chamado “gânglio da base”. Causa (de forma progressiva) lentidão dos movimentos, tremores, rigidez e alterações de equilíbrio. Atinge ambos os sexos, principalmente após os 60 anos de idade.


CAUSAS, SINAIS E SINTOMAS


A causa do mal de Parkinson ainda é desconhecida. Sabe-se que factores genéticos e ambientais e o envelhecimento podem ser alguns de seus causadores. No início, podem surgir alguns dos sinais descritos abaixo (combinados entre si ou isolados):


 • Tremor de repouso – presença de tremor quando a pessoa está parada. Este movimento diminui ou desaparece quando se realiza algum tipo de movimento voluntário.


 • Rigidez muscular – limitação de movimentos, por causa do aumento da tensão normal dos músculos.


 • Bradicinesia – realização de movimentos lentos, principalmente em atividades rotineiras, como andar, pegar um objeto, tomar banho, etc.


 • Alteração postural – tendência à curvatura da cabeça e do tronco para frente.


 • Marcha prejudicada – os passos tornam-se lentos e ocorre redução dos movimentos associados (balançar os braços). Em fases mais avançadas, o indivíduo tem “marcha em bloco” (robotizada).


 • Hipominicia – não há expressão facial, nem reacção a estímulos externos.


 • Alteração da voz – fala baixa.


DIAGNÓSTICO


É inteiramente clínico. Para fazê-lo, o médico se orienta pelos sinais e sintomas neurológicos que o paciente apresenta. Geralmente, não são solicitados exames de tomografia ou de ressonância magnética.


TRATAMENTO


Envolve medicamentos, com doses ajustadas à necessidade de cada indivíduo.


A fisioterapia é indicada, para manter as actividades quotidianas. Pode ser indicada, também, a fonoaudiologia, para melhorar a voz e a fala.


CUIDADOS NA VIDA DIÁRIA


 Quem convive com portadores do mal de Parkinson deve tomar alguns cuidados, a fim de melhorar a qualidade de vida e a segurança nas actividades diárias: • Mantenha as áreas de circulação livres de móveis e de tapetes soltos.


 • Instale luzes para circulação nocturna.


 • Elimine divisórias de vidro no banheiro.


 • Mantenha o piso do banheiro com tapetes antiderrapantes


OUTROS CUIDADOS


É importante consciencializar o portador do mal de Parkinson sobre os cuidados que ele deve ter consigo:


 • Fazer fisioterapia.


 • Utilizar-se de técnicas de relaxamento.


 • Praticar caminhadas.


 • Utilizar sapatos macios e com solado de borracha.


 • Elevar o pé do chão a cada passo.


 • Cortar os alimentos em pedaços pequenos e comê-los lentamente.


 • Engolir o excesso de saliva antes de colocar o alimento na boca.


 • Triturar os alimentos caso aumente a dificuldade para mastigar ou engolir.


 • Mastigar bem os alimentos e beber líquidos em pequenos goles.


 • Procurar dormir deitado de lado, a fim de não engasgar com a saliva.


 • Manter programa regular de exercícios. • Não subir em escadas ou em cadeiras para pegar objectos em lugares altos.


 • Utilizar-se do corrimão da escada.


 • Evitar usar roupas com botões ou fechos pequenos, que dificultem a manipulação.


 • Prefira usar sapatos com fecho de velcro.


 • Ao levantar-se da cama, apoie bem os pés no chão, para ter impulso e ficar em pé.


FONTE:www.einstein.br/espacosaude


Publicado por Dalva

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:12



O MEU LIVRO DE POESIA