Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




PARKINSON

por romasi, em 29.11.13

PARKINSON


Rogério Martins Simões

 

Meu amor! Só tu não estavas enganada!

Só tu darias pela falta no gesto:

Nesta minha expressão desencontrada,

Neste meu lado esquerdo menos lesto.

 

Meu amor! Só tu não estás surpreendida.

Componho este poema e não desisto:

A direita a que escreve agradecida!

Com a esquerda não escrevo mas insisto!

 

Com a direita escrevo o “A” de amor!

Com a esquerda se escreve o “D” de dor!

E o “P” de Parkinson em desespero!

 

Pois sofrer, tanto sofrer não conhece.

Meu corpo, tanto sofrer não merece.

Sofrer mais, por tanto sofrer, não quero!

 

04-06-2002

2013

(Registado no Ministério da Cultura

Inspeção-Geral das Atividades Culturais I.G.A.C.

Processo n.º 2079/09)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:22




O MEU LIVRO DE POESIA