Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Não posso abandonar a esperança!

por romasi, em 11.01.05

Não posso abandonar a esperança

 

Andam as minhas mãos cansadas

Trocam-me as voltas

E volta e meia perco a força.

A direita vai á frente e não desiste

A esquerda preguiçosa insiste

Onde está a delicadeza do meu gesto

Onde pára a minha pose de dança

Bolero,

Tango,

Flamengo

Tudo quero

Não posso abandonar a esperança!

09-01-2005 1:06:49

Rogério Simões

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:59




O MEU LIVRO DE POESIA